O Ifac

O ensino técnico no Acre teve início em 2006, quando um projeto de lei, de autoria do Executivo Federal, entrou em tramitação na Câmara Federal. O projeto previa a criação de Escolas Técnicas em nove estados brasileiros, sendo um deles o Acre. No ano seguinte, em 13 de novembro de 2007, por meio da Portaria 1.065, do Ministério da Educação (MEC) designou ao então Centro Federal de Educação do Amazonas (Cefet/AM) a missão de implantar a Escola Técnica Federal do Acre.

No dia 29 de dezembro de 2008, com a publicação da Lei 11.892, a Escola Técnica Federal do Acre, que ainda estava no papel, se transformou no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (Ifac).

A posse coletiva dos primeiros servidores aconteceu no Teatro Plácido de Castro, em Rio Branco, no dia 21 de junho de 2010, data em que, simbolicamente, passou a ser comemorado o aniversário do Ifac. O início das atividades do Instituto Federal do Acre em Rio Branco, Sena Madureira, Cruzeiro do Sul e Xapuri, foi no final de julho de 2010, quando a instituição começou a ofertar os primeiros cursos técnicos subsequentes, Proeja, licenciaturas e tecnólogos. Nessa época, as quatro unidades somam pouco mais de 400 alunos distribuídos em nove turmas.

Em 2020, o Ifac comemorou 10 anos de atuação. Período em que a instituição se  fixou como referência da Rede Federal no Acre. Atualmente, com cerca de sete mil estudantes e mais de 760 servidores, o Instituto Federal do Acre conta com seis unidades, que atendem todas as regionais acreanas com educação pública, gratuitas, de qualidade e inclusiva. 

Por meio de cursos técnicos integrados, subsequentes, bacharelados, licenciaturas, tecnólogos, especialização e mestrado, a instituição tem como missão promover uma educação profissional, científica e tecnológica de qualidade, assim como também garantir ações à formação cidadã no Estado. 

Tendo a ética, o profissionalismo, a equidade, a inclusão, a sustentabilidade, a responsabilidade social, o empreendedorismo e a inovação como valores, o Ifac tem como foco se tornar uma instituição referência local e regional em educação profissional, científica e tecnológica , além de contribuir para o desenvolvimento sustentável.